Turismo: Primeiro Congresso de Turismo do Alentejo arranca sexta feira em Beja

Views: 1396

trajes_tipicos2As novas organizações de gestão de destinos turísticos é um dos temas do 1.º Congresso de Turismo do Alentejo, que arranca sexta-feira, em Beja, para “afirmar” uma região que em 2009 teve “o melhor ano turístico de sempre”.

Organizado pela Turismo do Alentejo, o congresso, com 850 participantes inscritos e 35 oradores distribuídos por seis painéis, vai decorrer até sábado no Teatro Municipal Pax Julia.

O congresso pretende “afirmar o Alentejo como destino turístico consolidado a nível nacional e que está a afirmar-se no contexto internacional”, explicou hoje à agência Lusa o presidente da Turismo do Alentejo, António Ceia da Silva.

Segundo Ceia da Silva, o Alentejo teve em 2009 “o melhor ano turístico de sempre em termos de dormidas” e “foi a segunda região do país que mais cresceu, 4,6 por cento”.

“Isto dá-nos algum conforto para continuar a estruturar estratégias de desenvolvimento turístico para o território, como a implementação do Plano Operacional de Turismo do Alentejo, que será a bíblia do setor para o turismo na região nos próximos seis a 10 anos”, disse

Por outro lado, frisou, “vai ser um congresso nacional” para “discutir temas de interesse para o turismo em Portugal”, como se a intervenção das entidades públicas no turismo deve caminhar para a criação de organizações de gestão de destinos turísticos (Destination Management Organizations – DMO).

Após a sessão de abertura, sexta feira de manhã, que deverá contar com a presença do ministro da Economia, Vieira da Silva, os trabalhos arrancam com o primeiro painel dedicado ao modelo de gestão, funcionamento e financiamento das entidades regionais de turismo e dos destinos turísticos em Portugal.

Segue-se, à tarde, o segundo painel para debater o desenvolvimento turístico do aeroporto de Beja, que Ceia da Silva considerou “um caso singular”, porque, “ao contrário do que é hábito, trata-se de um investimento público a exigir investimentos privados”.

A fechar o primeiro dia, o congresso vai “aprender” com “exemplos” de destinos turísticos estrangeiros, como as regiões da Toscânia (Itália) e de La Rioja (Espanha), que “fazem a sua promoção turística com base em produtos que o Alentejo também destaca”, para “perceber” o que “estão a fazer para atrair turistas”, explicou Ceia da Silva.

A “visão” das autarquias para o turismo, os novos projetos, produtos e mercados para o turismo no Alentejo e a “nova realidade” das DMO são os temas dos três painéis do segundo e último dia do congresso.

O congresso termina sábado à tarde com a sessão de encerramento, que inclui a entrega dos Prémios Turismo do Alentejo 2010, a apresentação das conclusões, por Ceia da Silva, e um discurso de fecho, pelo secretário de Estado do Turismo, Bernardo Trindade.

Em comunicado enviado à Lusa, a Direção Regional do Alentejo do PCP acusou o PS de “partidarizar” o congresso, referindo que “a organização dos painéis e seleção de oradores não deixa qualquer dúvida sobre a partidarização” do encontro “pelo partido do Governo”.

Confrontado pela Lusa, Ceia da Silva escusou-se a reagir à acusação do PCP e limitou-se a dizer que a Turismo do Alentejo “só veste a camisola do turismo”.

LL.

*** Este texto foi escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico ***

Lusa/Tudoben

Comments: 0