Alqueva: Reservas de barcos-casa sobem como as águas da albufeira

Views: 628

alqueva_notPortel, Évora, 20 Jan (Lusa) – As reservas de barcos-casa para navegar em Alqueva subiram após a albufeira da barragem ter superado uma marca histórica e atingido a capacidade máxima, disse hoje à Lusa fonte da empresa de actividades náuticas proprietária das embarcações.

“O número de reservas de barcos-casa subiu como as águas da albufeira de Alqueva”, afirmou Eduardo Lucas, um dos sócios da Amieira Marina, apesar de se escusar a revelar dados concretos.

A “procura adicional” pelas embarcações, explicou, começou “logo no início do ano”, quando o nível de água armazenada em Alqueva superou a marca histórica de 150,13 metros, que tinha sido atingida a 08 de Março de 2007.

Desde então, o nível da água foi “batendo recordes diariamente”, o que “despertou o interesse das pessoas”, frisou, referindo que a procura pelos barcos-casa “intensificou-se” a partir de 12 de Janeiro, dia em que a albufeira atingiu a cota máxima.

Nos primeiros três fins-de-semana deste ano, o número de reservas de barcos-casa “aumentou significativamente” e foi “superior” ao verificado no mesmo período de 2009, salientou.

A actual taxa de ocupação dos barcos-casa é “pouco habitual” para esta época do ano, que “é baixa”, frisou o responsável, explicando que o aumento das reservas das embarcações foi motivado pela “curiosidade das pessoas sobre o nível da água da albufeira de Alqueva”.

Por outro lado, explicou, “com o actual nível da água é mais fácil navegar nos meandros do grande lago de Alqueva”, como “algumas zonas dos afluentes dos rios Guadiana e Degebe” que são “consideradas as mais bonitas”.

A Amieira Marina dispõe de 15 barcos-casa que permitem aos utentes navegar com autonomia pelas zonas autorizadas do grande lago de Alqueva e aportar com “facilidade” e deslocar-se a pé ou de bicicleta às povoações ribeirinhas, “usufruindo de todo o potencial turístico da região”.

Os barcos-casa, com um a cinco quartos e capacidades entre duas a 12 pessoas, dispõem de instalações sanitárias, áreas comuns, zonas de solário e de pesca e um barbecue exterior.

A albufeira da Barragem de Alqueva atingiu, pela primeira vez, a capacidade máxima no passado dia 12 de Janeiro, tornando-se o maior lago artificial da Europa, e iniciou descargas controladas.

Trata-se de um volume de água armazenada de 4.150 hectómetros cúbicos e que corresponde ao nível de pleno armazenamento à cota de 152 metros, um metro abaixo do nível de máxima cheia para que albufeira está preparada.

LL.

Lusa/Tudoben

Comments: 0