Media: Imagens históricas captadas pela Lusa agora disponíveis no portal Sapo

Views: 5149

bandeira_nacOs mais importantes momentos da história recente de Portugal e do mundo foram fotografados pela agência Lusa, um acervo de cerca de dois milhões de imagens desde os anos 50, agora disponível no portal Sapo.

Um desses momentos foi a cerimónia de independência de Timor-Leste a 19 de Maio de 2002, momento em que a imagem do actual primeiro-ministro de Timor-Leste, Xanana Gusmão, a abraçar o então secretário-geral das Nações Unidas, Kofi Annan, correu o mundo.

Sete anos depois Xanana Gusmão fala deste dia em declarações à Lusa, manifestando a sua gratidão para com Kofi Annan.

“Desejava expressar toda a gratidão a um compromisso pessoal de Kofi Annan, desde que tomou posse. Disse que iria prestar atenção especial ao caso de Timor-Leste e fê-lo”, disse.

“Antes disso (da cerimónia de restauração da independência de Timor-Leste), encontrei-me com ele várias vezes, mas naquele momento (aquele abraço) foi mesmo a expressão da nossa gratidão”, disse.

A Lusa tem ainda o registo fotográfico da cerimónia de entrega de Macau à China, um dia vivido com especial emoção pelo último governador do território.

“A bandeira, levei-a junto ao peito. Foi aquilo que espontaneamente achei que devia fazer, e quando entrei no carro entreguei-a ao meu ajudante de campo”, disse Rocha Vieira, lembrando o momento histórico de 19 de Dezembro de 1999 quando recebeu a bandeira acabada de arriar no palácio do governo de Macau, horas antes de o território passar a ser uma Região Administrativa Especial da China.

Los Angeles, 1994, foi outro dos momentos marcantes para todos os portugueses: Carlos Lopes ganhou a maratona dos jogos olímpicos e trouxe para Portugal a medalha de Ouro. A Lusa estava lá e captou a imagem do momento.

“Foi um momento único. Tudo aquilo que tinha imaginado saiu na perfeição e eu vivi com emoção, como milhares ou milhões de portugueses, a consagração de um feito que não é normal. Na altura, era a primeira vez e a auto-estima do país subiu, com um dos momentos mais bonitos da história do desporto, porque não são só coisas más que acontecem”, disse Carlos Lopes em declarações à Lusa 15 anos depois desse momento.

Manuel Moura e Alfredo Cunha são dois dos repórteres fotográficos que registaram muitos dos acontecimentos nacionais e internacionais disponíveis no arquivo fotográfico da Lusa.

Alfredo Cunha relembra 25 de Abril de 1974, dia que marcou a história de Portugal e que o colocou frente a frente com o homem do momento, Salgueiro Maia.

“Esta foto é o momento em que conheci Salgueiro Maia. Estava a fotografar de uma forma furtiva, mais ou menos escondido, e ele furioso disse-me: ou fica bem visível para sabermos o que está a fazer ou arrisca-se a apanhar um tiro. A partir daí percebi que podia fotografar a vontade e fiz esta foto”, contou em declarações à Lusa.

O choque de dois comboios em Alcafache, o pior acidente ferroviário de sempre ocorrido há 24 anos, foi outro dos momentos da história recente captados pelas objectivas de Manuel Moura.

“Durante os meus 40 anos de actividade profissional cobri muitos acontecimentos. Mas há dois que me ficaram gravados na memória para sempre, o acidente aéreo de Santa Maria e o de Alcafache, este último impressionante”, disse.

As imagens que encontrou, contou Manuel Moura, eram semelhantes ás de um filme de terror com carruagens calcinadas pelo fogo e corpos queimados e espalhados.

“Lembro-me de uma carruagem encavalitada noutra e alguns corpos. Na linha férrea lembro-me de ver uma mão em cima do carril e eu próprio me recusei a tirar essa foto de tão impressionante que era”, contou.

Quando um repórter fotográfico chega a estes acontecimentos, adiantou, o objectivo é obter logo as melhores imagens e emitir rapidamente, principalmente numa agência de notícias onde o trabalho tem de ser para o dia.

“A agência não pode estar a espera do amanhã, tem de o fazer o mais rápido possível e para o próprio dia”, frisou.

Lusa/Fim.

GC/MSO/ASD/JRO/RBV.

Comments: 0